Operários da conciliação

Guiado por Zé de Souza, PT retoma aliança com PC do B e assume papel de destaque na administração de Carlin Moura
  • Construir uma frente de esquerda na cidade de Contagem capaz de acumular forças de sustentação ao projeto de transformação democrático e popular em curso, representado nacionalmente pelo Governo Dilma e em Minas pelo Governo Pimentel.
  • Contribuir efetivamente na definição dos rumos estratégicos da gestão, bem como na condução da cidade.
  • Influenciar de maneira propositiva na formulação de uma agenda programática para o próximo período.
  • Preservar a nossa identidade política na cidade, bem como o legado petista de oito anos à frente da Prefeitura municipal.
  • Manter intacta a autonomia do PT na definição da estratégia política e da tática eleitoral para 2016.

Carlin MouraCinco dias após a decisão do diretório, o PT assumiu três secretarias municipais: Desenvolvimento Econômico, com Paulo César Funghi; Direitos Humanos e Cidadania, com Letícia da Penha, e a Secretaria Adjunta de Habitação, com Gláucia Helena. “A união partidária em torno de Contagem visa sempre nossa população. O PT e o PC do B já caminham juntos no governo federal e, agora, no governo estadual. Somos aliados históricos na política brasileira”, disse, na ocasião, o prefeito Carlin Moura.

“Foi um grande feito do Zé ao unir novamente as forças de esquerda de Contagem, para que possamos continuar avançando nas políticas públicas”, avalia Letícia da Penha, que parabeniza o companheiro pela “ousadia”, outra característica marcante de Zé de Souza. Em tempos acentuados pelo enfrentamento e pela disputa, ele se destaca pela sensibilidade, prudência e cautela na hora de decidir, sempre da maneira mais estratégica possível. Predicados essenciais para quem milita na política.